top of page

Babalaô Ivanir dos Santos comenta perda de mais de 200 mil seguidores de Anitta depois de clipe exaltando o Candomblé

Depois de divulgar imagens do seu novo clipe nas redes, nesta segunda (13/05), gravado num terreiro de candomblé, Anitta perdeu mais de 200 mil seguidores em três horas. “Aceita Anitta” é o assunto mais comentado do “X”, com seus fãs subindo a hashtag em sua defesa, e “Aceita” é também título de uma das canções do álbum “Funk Generation”, lançado em 26 de abril. No entanto, a cantora nem se abalou e ainda disse “Laroyê Exu, tirando dos meus caminhos tudo que já não me serve mais. Quero qualidade e não quantidade”, enquanto os fãs dizem que ela não perdeu nada, mas se livrou. Enquanto isso, o anúncio do clipe já ultrapassou dois milhões de likes.

A coluna falou com o babalaô Ivanir dos Santos, professor e orientador no Programa de Pós-graduação em História Comparada pela UFRJ: “Nós temos que continuar não só combatendo a intolerância, o ódio, o preconceito e o racismo que existe sobre a cultura dos nossos ancestrais, tanto a cultura material como também a nossa cultura espiritual, que muito contribuiu para a identidade dos brasileiros, que nos deu uma cultura maravilhosa, seja o samba, o maracatu, a capoeira, o jongo, tudo que a gente tem como uma identidade importante cultural, temos que continuar nesse passo de educar a sociedade. O ódio não tem lugar. Intolerância religiosa é uma coisa lamentável e temos que continuar juntos, buscando que as religiões dialoguem entre si, se respeitem e busquem uma vida cada vez mais fraterna pra todos nós. O que a Anitta está fazendo é superpositivo para a religião: mostrar, de forma respeitosa e pública, e reafirmar uma identidade num momento de tanto preconceito e racismo”, disse.


Ivanir também aproveita para lembrar que dia 13 é Dia dos Pretos Velhos, as entidades que representam velhos negros e negras, espíritos de antepassados. “E hoje é o dia da nossa memória ancestral. Os pretos velhos, na verdade, foram aqueles que legaram toda uma contribuição na sociedade brasileira, que passaram pela escravidão, por momentos muito difíceis e nos trouxeram até aqui”, diz.



Assista o clipe que foi lançado na plataforma X:

9 visualizações0 comentário

Comments


bottom of page